Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Agradecimento Público.

Tenho de fazer um grande agradecimento público a todas as televisões portuguesas de canal aberto ou por cabo a excelente programação com que nos brinda ao fim de semana.

 

Nas televisões de canal aberto temos programação igual em todas elas. Imaginação, originalidade e consideração pelos espectadores parecem ser conceitos desconhecidos pelos directores de programação. E se até agora tínhamos o escape da televisão por cabo, verifiquei hoje que já nem isso! Séries repetidas, séries sem graça alguma, séries para encher chouriços!

 

É que nem toda a gente está de férias ou vai para a praia. Há sempre muitos telespectadores em casa que gostariam de usufruir de séries interessantes e as quais pagam a peso de ouro na sua mensalidade.

 

Por tudo isto que expus, sou obrigada a agradecer aos senhores das TVs o facto de me obrigarem a desligar a minha televisão, permitindo-me poupar energia, uma tarde inteira (pelo menos) e evitar o aquecimento global aqui de casa e do planeta. Aqui fica o meu agradecimento público.

Singularidades da Pepper.

Aqui a vossa amiga se tiver uma caneta ou lápis à mão nos dias de calor, é uma mulher muito feliz! :)

 

Não comecem já a pensar "ah e tal, até aposto que que ela desata logo a escrever qualquer coisinha...". Nada disso! É que nestas alturas a minha veia de Macgyver salta cá para fora e sai uma engenhoca! Posso até dizer que já criei uma tendência de moda...! Pelo menos nas minhas alunas.

 

Se resulta? Oh se resulta! E alivia? Tantoooo! Só não dá se forem de tamanho reduzido. Já perceberam do que estou a falar?

Claro que só podia ser de prender o cabelo com um lápis ou caneta! :D

 

Há por aí alguém que faça o mesmo do que eu?

 

Não gosto mesmo nada...

quando me dizem "eu depois ligo-te" e isso depois fica no esquecimento ad eternum. Se não têm a certeza de que o poderão fazer ou não sabem se querem ou apetece ligar, fiquem caladinhos. Ninguém pediu ou perguntou nada! 

 

A consciência dessas pessoas como deve estar pesada, deve levá-las a dizer isto. Mas não compreendem que assim ainda se enterram mais e, concerteza, a consciência ficará mais pesada?

 

Também não gosto nada quando envio (respondo) um mail em que pergunto acerca da pessoa porque sei que por algum motivo não está bem e falo de trabalho e a pessoa ignora! e eu a saber que essa pessoa viu mesmo o meu mail.

 

Mais uma vez é a consciência pesada a funcionar porque sabe que agiu mal comigo uma ou duas vezes. Que devia ter feito o que não fez e eu, só por puro acaso, no meu mail toquei nessa "ferida".

 

Não estou tramada com esta gente? Serei eu muito exigente ou são as pessoas que andam todas a funcionar mal da cabeça?

Olhem eu aqui! :)

Tenho andado em silêncio, eu sei. Daqui a pouco há uma semana, também sei. Na verdade, tenho andado um pouco chocha e depois este tempo que oscila do frio para o a ferver, também não tem ajudado.

 

Depois o facto de ter ficado oficialmente desempregada, faz-me sentir aborrecida, entediada. Tenho feito algum do meu artesanato para me entreter e passar o tempo. e se não fosse conversar um bocadinho com alguém via net, só tinha o Bóbi para trocar umas ladradelas e a minha mãe a falar non-stop! Ela fala tanto que eu fico sem vontade de falar. E repete as coisas meia dúzia de vezes!

 

Só para ilustrar o meu "micro post fútil", mostro-vos aqui umas coisinhas fofas que fiz. Que é que vocês acham? ;)

 

 

Coisas que me tiram do sério.

Se há uma coisa que me irrita profundamente, me revolta e tira do sério verdadeiramente é que...
duvidem do que estou a dizer!
Fui educada a não mentir e rejo a minha vida por este princípio e depois há pessoas que têm o desplante de duvidar da vericidade daquilo que eu digo? Desilude-me verificar que afinal há pessoas que ainda não me conhecem bem...

Das pessoas velhacas.

Há pessoas que conhecemos toda uma vida e a impressão que temos delas é que são pessoas pacíficas, calmas e de boa índole.

 

Acreditamos que o que a sua aparência nos transmite, corresponde à verdade, à realidade. Até que um dia descobrimos que aquilo que nos fizeram crer, não passa de um mero engano de vários anos.

 

Basta um pequeno gesto que afecta a vida dessas pessoas e de outras que lhe são próximas ou o som do tilintar de moedas, para desencadear o clique revelador. É nesta altura que o monstro que reside por baixo daquela aparência de "boa pessoa", lhe rasga a pele e se revela ao mundo. E que clama ser o dono do mundo, pelas leis e direitos que ditam a sua cabeça delirante.

 

É nesta altura que nos apercebemos de quão grande o monstro é, de quão cegas nós estávamos por não o conseguirmos enxergar debaixo da pele daquela "boa pessoa". Como é possível que uma pessoa seja tão ambiciosa e velhaca, a ponto de querer um mundo que não é só seu?

 

A única solução para apaziguar a sofreguidão deste monstro é quebrar o elo de ligação que o une aos outros . Espero que este elo seja quebrado muito em breve e que a vida trate de o ensinar que as coisas não são como ele quer e que os outros também têm algo a dizer.

 

 

 

Estou intrigada...

 

Fui visitar alguns blogs que costumo ler porque lhes acho graça e deparei-me com alguns privatizados! Assim, de repente, sem aviso prévio. Claro que cada um faz o que quer no seu cantinho, só achei estranha a coincidência de serem vários...

 

Passou-se alguma coisa e eu não sei?!?! Vocês por favor avisem-me, olhem que eu sou uma despassarada e muitas coisas passam-me ao lado!

Vamos de mal a pior!

Este fim de semana estive sózinha. Com a cirurgia do Pimentinha e com a carestia da gasolina, portagens, etc., há que fazer muito bem as contas e, este fim de semana o N. ficou lá em baixo.

 

Eu aproveitei e dediquei-me ao artesanato (inventei uns sapatinhos lindos!) para me entreter e também para fazer uma encomenda. Gosto de ligar a TV para me fazer companhia, além do Bóbi. Entre uma costura e outra dou uma espreitadela. 

 

No sábado, a coisa passou-se. Fiz zapping entre a SIC e a TVI, até que começou a dar o filme que queria ver "Número Quatro". À noite, a televisão é um vómito, a única coisa que ainda vejo é o "Gosto Disto" e nem a cabo tem uma série gira para se ver (se alguém conhece, diga-me!). Ontem até estava particularmente entediada, precisava de qualquer coisa para me "distrair".

 

Hoje, a coisa piorou substancialmente. Parecia a TV dos horrores! A partir da hora do almoço foi o descalabro total, parece que as TVs todas combinaram fazer aqueles programas de rua em vários pontos do país... a tarde TODA! Então para onde foram as séries fixes? E os filmes porreirinhos, embora 90% deles sejam repetidos?

 

Logo hoje que não tinha qualquer força anímica e que me apetecia papar todos os programas fixes de televisão, era só caca que estava a dar. Resolvi mudar para a cabo, esbarrei com os Simpsons e com o Sexo e a Cidade. Sem pachorra para ver isto. Resolvi ir agarrar-me à máquina de costura de novo. a meio da tarde começou a série "How I met your Mother" - não sei o nome em tuga - que eu adoro ver e que acabaou por me salvar o dia.

 

Em suma, TV ao fim de semana é para esquecer. Senhores das televisões, podiam ter mais um bocadinho de respeito porque não via para a praia ou passear, por quem gosta de ver séries ou filmes. É que estes espectadores também vos dão audiência e os canais copiarem-se uns aos outros em programas é uma coisa muito, muito feia!

Por acaso coincide...

pelo menos num aspecto! :)

Não é que siga estas coisas dos signos a risca, mas gosto de ler por curiosidade. Hoje na minha previsão diária dizia isto:


Leão
Carta do Dia: A Temperança - Equilíbrio.
Amor: Por mais que queira conquistar a pessoa amada, evite magoar pessoas inocentes. Procure ter uma vida de paz e amor.
Saúde: Cuidado com o excesso de peso.
Dinheiro: Alguns familiares poderão apoiá-lo num projeto que será a rampa de lançamento para uma brilhante carreira profissional.


Na saúde está certíssimo!

Pág. 1/2